domingo, 20 de novembro de 2016




Equilibrada, eu?!Não, não nasci para equilibrar sentimentos. Nasci para me entregar por inteiro. Me jogo, me quebro...mas amo até o fim!  Doa a mim o que doer.

domingo, 16 de outubro de 2016

Quero saber o por quê?!




Diariamente somos bombardeados com relatos assustadores de mulheres vítimas de violência doméstica. Eu mesma já recebi alguns relatos de vítimas de violência doméstica. E a  grande maioria dessas mulheres, quando denunciam, voltam atrás e retiram a queixa! Me intriga muito o motivo pelo qual elas desistem da queixa. Quer dizer, eu até imagino os motivos que levam essa mulher a desistir.
Mas qual o real motivo?! Medo, coação, dependência financeira, emocional?! Ou será que desacreditam da própria Justiça?! Não confiam que, de fato,  ficarão protegidas pelas "medidas protetivas"?
Mas independente do motivo, o que não pode ocorrer é a omissão! Não se omitam!Não se sintam culpadas! NÃO SE CALEM!

 Procurem ajuda! Procure a Delegacia da Mulher mais próxima!

DISQUE 180! DENUNCIE! NÃO SE CALE!

sexta-feira, 9 de setembro de 2016




Amores... [esses três pontinhos... quer dizer] continuidade...não queira esquecer...queira lembrar... 

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Vergonha!







Sim! São palavras, INFELIZES palavras de um "Ilustre" Membro do Ministério Público Estadual do  Rio Grande do Sul!  Creio que tão hediondo, quanto o crime do qual esta menor fora vítima, foram e são as palavras carregadas de preconceito, intolerância, e MACHISMO proferidas por este Promotor. Mais uma vez a Mulher VÍTIMA  de estupro sendo criminalizada, sendo culpada por ter sido VIOLENTADA, abusada por um ser sem escrúpulos.
Não basta esta MENOR ter sido vítima de um dos crimes mais repugnantes existentes na nossa sociedade,  não basta ter sido vítima do seu próprio pai?!!! Isso já não é o bastante? Será que os papéis se inverteram?Será que quem que deve ser castigada, penalizada é a vítima?!
Mais um detalhe sórdido: O pai da menor a estuprou e ainda a engravidou! E o Ilustre Promotor ainda teve a capacidade de dizer: " pra abrir as pernas e dá o rabo pra um cara" ( veja bem, o "cara" em questão é o pai da menor, o PAI!) O pai que a estuprou e a engravidou!
"Dá o rabo?!" Bom, isso já é nojento e constrangedor de ouvir numa roda de amigos qualquer,  imagina num tribunal?! E ainda verbalizada por um Membro do MP que deveria dar o exemplo de boa educação, elegância, sabedoria e acima de tudo de JUSTIÇA! E não foi o caso, não foi mesmo!
 Gente, lamentável, vergonhoso, nojento, enfim, me faltam palavras! Me falta estômago!


quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Deslumbramento: um direito ou uma idiotice?!






Hoje, exatamente hoje, 31 de agosto de 2016, vi, no meu facebook, por  acaso, uma sei lá que nome dá, "escritora", blogueira, twiteira, enfim...não sei o que ela é de fato, pois não a sigo, não a leio,  vi por acaso...sei que a tal criatura se sente  muito famosa porque umas criaturas tão desconhecidas, PARA MIM, quanto ela, a seguem nas redes sociais.

[Gente, ela fez um post falando sobre isso...e eu estou fazendo um post  escrevendo sobre o post idiota dela Quem é a mais louca?!Enfim..Abafa o caso!]

Aí pensei: A QUE PONTO CHEGAMOS?! Sim, a que ponto chegamos!?
Será que temos o direito ao deslumbramento? Será que  EU que estou por fora do que é sumidade?! Do que é de fato escritor, doutrinador, filósofo,  O CARA??!

Gente, fiquei com medo agora! 

Um pouquinho mais de pé no chão, por favor! 

sábado, 16 de julho de 2016

segunda-feira, 20 de abril de 2015







Preciso que alguém me salve...no sentido mais poético da palavra! Penso que todo mundo deveria ser salvo, em algum momento, em alguma dor.



[Fernanda Barcellos]

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Quando a gira girou....

Na hora  que tudo se perdeu, abaixo de Deus, só minha Mãe, meu anjo da guarda e meus protetores!
O resto, é o resto...





sexta-feira, 27 de março de 2015





Que a cada tombo eu consiga levantar cada vez mais forte pra poder matar de raiva quem tentou me derrubar! Amém!


[Fernanda Barcellos]





Confesso que sinto MUITO por algumas pessoas terem partido da minha vida, já outras, acho que foram embora tarde demais. E pra ser sincera, sinto um grande alívio por não tê-las mais por perto! "Vezenquando" nos acomodamos com determinadas situações que nos fazem mal! E vamos adoecendo aos poucos sem que possamos perceber.Mas não podemos permitir isso! Se algo nos faz mal, temos que eliminar, descartar...tá, eu sei que é mega complicado, que não é fácil, mas temos que tentar, pois temos o direito de sermos felizes e DEVEMOS lutar por isso!



[Fernanda Barcellos]