segunda-feira, 25 de outubro de 2010

"Quero luz, muita luz pra poder sorrir a qualquer hora do dia e não deixar nada atravancar o caminho."

No peito um ritmo de samba, atabaque, pandeiro. Coração é terra que ninguém vê. Onde o que se planta, nasce. Nasce muita planta bonita. Erva daninha também dá. Mas hoje eu posso escolher o que eu quero pra mim. Quero rosas amarelas, begônias e miosótis - a flor da lembrança. Quero sol, quero mar, quero tudo o que me ponha pra cima e além. Quero festa cercada de gente sorrindo, quero abraço de amigo, colo pra deitar. Quero a proteção de São Jorge. Quero amor limpinho, gavetas arrumadas, sentimentos perfumados. Quero luz, muita luz pra poder sorrir a qualquer hora do dia e não deixar nada atravancar o caminho. Quero ser dona dos meus passos e senhora do meu destino.   



Cris Carvalho

2 comentários:

  1. Adoro qdo no peito ressoa esse adoravel ritmo de samba.

    Lindo desfecho!
    =*³

    ResponderExcluir