terça-feira, 7 de dezembro de 2010

 
Já não mudo o caminho.
Qualquer desvio há de findar
no teu sorriso.
Qualquer instante na tua estante
há de salvar uma alegria inteira.
Qualquer saudade há de me esquecer,
qualquer nó há de ceder.
Teu futuro há de rimar com o meu.

Priscila Rôde

3 comentários:

  1. "Teu futuro há de rimar com o meu." Ah, como eu queria...

    ResponderExcluir
  2. Amei esse trechinho!! Lindo, lindo...

    ResponderExcluir
  3. Me arrancou um sorriso bonito, Fernanda!

    ResponderExcluir