quarta-feira, 13 de julho de 2011

Pedaços...




"É como se tivesse pedaços meus espalhados por aqui"

Que lindo Williane, e ainda você comentou num post que me fez sentir saudade. E aquele bilhetinho o vento levou sim, ele leu, mas nos perdemos. 
E a partir desta tua frase pude ter a certeza que em cada post deste blog tem um pedaço de mim também, saudades que são minhas, sentimentos que se misturaram ao longo do tempo e, se perderam. O tempo dissolve sentimentos, cheguei nesta conclusão. O tempo devora. E olhando pra trás vejo quantos foram embora antes da hora e, eu nem pude dizer o quanto eu queria que tivessem ficado.

4 comentários:

  1. Mas é assim que me sinto cada vez que leio algo que me toca em vários sentidos, que me engatilha os sentimentos e os pensares. É como se alguém previamente tivesse escrito o meu sentir e é nessa hora que eu vejo que os seres humanos reais, aqueles que ainda insistem em ter alma e transpirar o sentir não estão instintos. Sabe quando chegamos ao pico dos sentimentos e pensamos que a nossa sanidade foi ao espaço? Pois então, quando leio algo que me descreve, que me diz vejo que não sou a única, que sentir é normal e a vergonha acaba nem conseguindo chegar perto pra inibir tudo que eu quero demostrar. Sentimentos é isso, nossos pedaços espalhados quando encontrado em muitos. Xero Fernanda abs.

    ResponderExcluir
  2. O tempo apaga o efêmero, de BIA MAIA.. achei lindo . como também achei este texto. QUASE AMANHÃ... boa noite menina (s)..

    ResponderExcluir
  3. Voltando :), li mais uma vez. Acho que o tempo Fernada não dissolve os sentimentos, acho que ele da espaço pra outros que valem mais a pena no moneto. Mas concordo com o devora, os sentimentos são tão vorases que nos tomam por inteiro, nos sugam o que temos de mais puro. Mas se esses foram, não foram antes da hora, quem sabe não foi na hora certa? Li não lembro onde kkk, que quando alguem sai das nossas vidas é por que o que ela tinha por nos oferecer naquele momento acabou, e se um dia ela voltar é porq voce precisa dela novamente. De cada pessoa colhemos algo, sendo bom ou ruim. E ai, nos acumulamos, vazamos e espalhos quando outros nos precisam é como um processo ou sina. Coisas de Deus, do acaso, do destino, das voltas que a vida nos dá. Não sei se tem muito haver mais lembrei da frase do Caio F. "Nunca é tarde, às vezes é apenas cedo demais." Será que um desses não chegou muito cedo? --- Obrigada por me colocar no seu espaço, acho aqui muito lindo. Xero

    ResponderExcluir