quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Ela.




Ela é mais ou menos assim: odeia que mandem nela. Não fica perto de quem não gosta. Não faz o que não gosta. Não prostitui os seus sentimentos, e vontades. Dispensa gente dissimulada, hipócrita e doce demais. Rejeita poesias açúcaradas e medíocres. Ela precisa de poucos e necessários por perto. Ela não nasceu pra agradar. Detesta "jogos sociais." Faz só o que o coração manda. Escreve por amor,  e só por amor. E a razão ela pouco conhece.


[Fê Barcellos]

3 comentários:

  1. Como é bom receber e dar comentarios e elogios que fazem com que os olhos de pessoas especias como voce brilhem por saber que naquilo que ela fez valeu o esforço de passara horas e horas a revelar parte de si daquilo que diria eu na simpliscidade e na magestade de uma mulher com com sua força e na sua corage expoe de uma forma carismatica e real os seus mais puros sentimentos daquilo que fala e daquilo que diz......bj linda....
    convido-a a fazer parte do meu blog....quero dizer agora seu....http://www.uanderesuascronicas.blogspot.com

    ResponderExcluir