sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Só Deus Pode Me Julgar



"SÓ DEUS PODE ME JULGAR!!"

"ANTES DE  MORRER, TALVEZ VOCÊ ENTENDA!!'

Cansei de me desculpar por ser quem eu sou!CANSEI! Cansei de me explicar, canseiiiiiiii!!

Sou uma fraca, sou, por acreditar sempre que as pessoas podem mudar, podem entender, podem se humanizar!
Se tu não busca nas palavras o conforto, a paz, tudo bem, mas respeita os que assim buscam!Respeita os loucos, os desajustados, pois são os loucos, os desajustados que acreditam num mundo melhor, e por acreditarem fazem a diferença!

Sou uma apaixonada pelas palavras, pelas pessoas...só que estou a cada dia MAIS me afastando do mundo, das pessoas, estou preferindo ficar só com meus llivros, minhas poesias, meus delírios verbais, pois está cada vez mais complicado conviver com o ser "humano!!"
Meus livros não me decepcionam! Me aceitam assim como sou, doidivana, sonhadora, penalista garantista, revoltada, inconformada!

Como diz minha amiga de infância: "TU É UM VULCÃO EM ERUPÇÃO!" E ela me ama!Isso é amor!!Eu não preciso me explicar pra ela, ela me ama, simples assim!!

A PUTA QUE PARIU O PRECONCEITO!! ESTÁ TUDO UM CAOS! PRESÍDIOS VIRADOS EM DEPÓSITOS HUMANOS, GENTE MACHUCANDO GENTE, TORTURANDO E ACHANDO NORMAL! E TEM UNS DESAVISADOS QUE VÊM ME FALAR QUE INTENSIDADE MACHUCA, ASSUSTA! TE COLOCO ENTÃO DENTRO DE QUALQUER PRESÍDIO NO BRASIL E TU VAI VER O QUE MACHUCA, O QUE ASSUSTA!!
O MUNDO TÁ LOUCO!!E EU TENHO QUE BANCAR A EQULIBRADA???!!!!!!!!!!

PREFIRO MINHA FUGA POÉTICA, DO QUE GASTAR HORAS EXPLICANDO O QUE NUNCA VÃO PODER ENTENDER!


Olha, nesta noite quando der 00:01 do dia 01 de janeiro, quando os foguetes começarem a clarear a noite, quando o céu se iluminar e, todos começarem a desejar feliz 2011, olharei pro céu e pensarei em você desejando que você esteja fazendo o mesmo.
Te mando pelo vento meu beijo, meu carinho...minha saudade.
 "Só sobrou este nó no peito..."

Iemanjá, tua Luz norteia meus pensamentos e tuas águas lavam minha cabeça.


Oh! Iemanjá, sereia do mar. Canto doce, acalanto dos aflitos.
Mãe do mundo tenha piedade de nós.
Benditas são as benções que vem do teu Reino.
Meu coração e minha Alma se abrem para receber as bênçãos de Iemanjá.
Mãe que protege, que sustenta, que leva embora toda dor.
Mãe dos Orixás, Mãe que cuida e zela pelos seus filhos e os filhos
de seus filhos.
Iemanjá, tua Luz norteia meus pensamentos e tuas águas
lavam minha cabeça.
O DÔ SEI ABÁ!

"Vós que governais as águas, derramai por sobre a humanidade a vossa proteção, fazendo assim Divina Mãe, uma descarga em seus corpos materiais, limpando suas almas e incutindo em seus corações o respeito e a veneração devida a essa força da natureza que simbolizais.
Fluidificai nossos espíritos e despertai nossa matéria de todas as impurezas que hajam adquirido. Permiti que vossas falanges nos protejam e amparem, assim o fazendo com toda a humanidade, nossa irmã. Salve Iemanjá, Rainha dos mares.’

"Que a terceira onda afaste de nossos corações a vaidade!"
Que os nossos corpos, tocados por vossas águas sagradas, libertem-se em cada onda que passa, de todos os males matérias e espirituais.
Que a primeira onda a nos tocar afaste de nossas mentes todos os eventuais desejos de vingança.
Que a segunda onda lave nossos corações e nosso espírito, para que não atinjam as infâmias e mal querência de nossos desafetos.
Que a terceira onda afaste a vaidade de nossos corações.
Que a quarta onda lave nosso corpo de todos os males e doenças físicas para que, sadios, possamos prosseguir.
Que a quinta onda afaste de nossa mente a ganância e a cobiça.
Que a sexta onda venha carregada de flores e que nosso maior desejo seja o de cultivar o amor fraternal que deve existir entre todos os homens.
E que ao passar a sétima onda, nós, puros e limpos de mente, corpo e alma, possamos ver, ainda que apenas por alguns segundos o esplendor de vossa radiosa imagem."

[
RONALDO A. LINARES]


Salve minha mãe...PAZ, que suas águas nos abençoe! Que sua luz nos guie, nos conduza pelos caminhos certos...Nos proteja, ME proteja!! Que esse ano seja mais doce, mais suave!Mais limpo!! Que eu possa ter mais motivos pra SORRIR!Que ninguém roube meu SORRISO! Preciso tanto dele!! Proteja a humanidade minha mãe! Que  os humanos sejam MAIS humanos!
O Mar é meu símbolo, meu porto, minha fonte de energias!
ME PROTEGE, ME GUIA, ME ILUMINA!

Suplico nesta mensagem porque creio em teu poder imenso

ASSIM SEJA!

Culpa é IMORAL!

Ontem chorei. Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser. Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido. Pelo que queríamos que fosse e não foi. Pela renúncia. Por valores não dados. Por erros cometidos. Acertos não comemorados. Palavras dissipadas.Versos brancos. Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz não atendidos. Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido. Pelo respeito empoeirado em cima da estante. Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda- roupa. Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados. Pela culpa. Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa. Por tudo que foi e voou. E não volta mais, pois que hoje é já outro dia. Chorei.


Caio F.



P.S.: ...e por isso sou a pessoa mais IMORAL que conheço!

“Tudo neles era recíproco - e o medo de se ferirem cresceu junto para explodir num silêncio súbito.”

 
“Talvez o tempo traga uma pessoa, uma pessoa especial. Talvez eu resolva isso ao poucos, sem sentir, depois de resolver a mim mesmo."
 
"...depois de tantas lágrimas, ela finalmente parecia ter secado. A maquiagem borrada em volta dos olhos tinha sido limpa na noite anterior..."
 
 
Caio F.
 
 
 

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Você vai voltar?


“Mais do que querer você de volta, eu ME quero de volta, quero a felicidade nos meus olhos mirados em você . Eu quero a gente, eu quero tudo de novo, eu quero as coisas antigas, as primeiras, todas! Me devolve seu sorriso? Parece que eu não te faço mais sorrir, assim eu desespero mesmo. É uma resposta simples pra uma pergunta simples: Você vai voltar?”


Caio F.


p.s.: Nada, não foi nada, só que...de repente me deu saudade, só isso!!

Eu queria te dizer uma porção de coisas, de uma porção de noites, ou tardes, ou manhãs, não importa a cor, é, a cor, o tempo é só uma questão de cor não é? Pois isso não importa, eu queria era te dizer dessas vezes em que eu te deixava e depois saía sozinho, pensando numa porção de coisas que eu não ia te dizer, porque existem coisas terríveis que precisam ser ditas, não faça essa cara de espanto, elas são realmente terríveis, eu me perguntava se você era capaz de ouvir, se você teria, não sei, disponibilidade suficiente para ouvir, sim, era preciso estar disponível para ouví-las, disponível em relação a quê? Não sei, não me interrompa agora que estou quase conseguindo, disponível só, não é uma palavra bonita? Sabe, eu me perguntava até que ponto você era aquilo que eu via em você ou apenas aquilo que eu queria ver em você, eu queria saber até que ponto você não era apenas uma projeção daquilo que eu sentia, e, se era assim, até quando eu conseguiria ver em você todas essas coisas que me fascinavam e que no fundo, sempre no fundo, talvez nem fossem suas, mas minhas, e pensava que amar era só conseguir ver, e desamar era não mais conseguir ver, entende?


Caio F.


p.s.: Se fosse simples assim!!

Não aguento mais desaforo, e vou ficar pior, vou ficar, se Deus quiser.

"Acredite em você mesmo, pois é só você que pode se auto julgar. Ouse, arrisque e nunca se arrependa. Não desista jamais e saiba valorizar quem te ama, esses sim merecem seu respeito. Quanto ao resto, bom, ninguém nunca precisou de restos para ser feliz."

Caio F.

p.s¹.: Tá dito!!O resto que se FODA!Isso mesmo>>>>
F-O-D-A!!!E lá sou mulher de me contentar com restos????!!!
p.s.²: Ando lendo muito Bukowski, minha boca anda meio suja!E tô adorando isso!!!E SE DEUS QUISER VOU FICAR PIOR!! rsrs

O amor nos une!!


Assim respondeu Luís Alberto Warat no exercício que serviu para construirmos a Carta de Buenos Aires...

¿Qué nos une?

E o mestre respondeu, num cartão de papel amarillo: "Construir un mundo en donde cada uno es un encuentro con los otros".

Sim, é o que nos une... e o que nos unirá sempre!!
Gracias por todo, Luis!!
Faremos viva a sua memória!!

Texto de Jaqueline Sena (Casa Warat São Paulo)


p.s.: Farei mais uma Lilith no corpo!! "Fernanda quem tem uma Lilith no corpo não aguenta o Ministério Público, pessoas sensíveis não aguentam se curvar às instituições!"
Tem razão Warat...GRACIAS!

No ano novo quero me encantar mais vezes. Admirar mais vezes. Compartilhar mais amor. Dançar com a vida com mais leveza...


Meus AMORES!!

O que dizer pra vocês?! Não sei, apenas sinto e, sinto um amor imenso por cada um que aqui me faz companhia! Que foge comigo todos os dias quando ameaça doer demais!Quando queremos dividir alegrias, amores, afetos, dores...quando não queremos nos sentir sozinhos nesse mundo que às vezes nos abandona!E aqui encontramos amor, encontramos carinho, sorrisos, doçura, leveza, eu sorrio, choro, me emociono com cada comentário, com cada vida que passa por aqui, acompanho sim, cada um de vocês!
Nós dividimos nossas dores, nossos amores, nossos medos, nossos delírios verbais! Aqui sinto que estou amparada, acolhida, protegida...
Sinto um amor imenso por esse meu refúgio amoroso, aqui é minha alma..aqui busco paz, luz...Vocês me mandam tanta energia boa, tanto carinho que... não saberia mais viver sem vocês!
Minha alma sorri com tanto amor que recebe de cada um que aqui passa e deixa um pouquinho de si...

SEM VOCÊS EU NADA SERIA!


"Quero fim de ano, pés descalços na areia, a brisa do mar, fim de
tarde tranquilo, música boa, sem relógio, despertador ou qualquer coisa que me
mostre o tempo passando. Quero sair de noite olhar pro céu e ver estrelas, ter
tempo pra ver como a lua é bela, observar pessoas, rir, chorar, pensar, viver,
cantar, sentir. Preciso de um tempo, preciso me reencontrar em novos caminhos e
preciso disso agora."

Que venha 2011 cheio de Fé.
E que sigamos nessa fuga alucinada por AMOR...

, PAZ, SENSIBILIDADE..GENTE, mais amor, vi tanta coisa feia este ano que passou, tanta falta de amor, tanta crueldade! Pais matando filhos, bebês, anjos inocentes! Gente enganando, mentindo, fingindo....TAMBÉM PERDI TANTA GENTE QUE AMAVA, TANTA GENTE BOA FOI EMBORA, NÃO PODERIA DEIXAR DE CITAR MEU QUERIDO LUIS ALBERTO WARAT, "O AMOR TOMADO PELO AMOR! "Te desnuda Fernanda!" 

Gente, Chega!Vamos ser mais HUMANOS!
POR FAVOR! MAIS AMOR, POR FAVOR!
Tá tudo ao contrário, tudo errado, porque parece que nós, que buscamos amor e afeto, somos considerados LOUCOS, INSANOS E, QUE BOMMMMMMMMMMM!! Quero abraçar minha loucura! E como disse Clarice Lispector :" ESTOU FELIZMENTE MAIS DOIDA!"

NÓS NOS CONFORMAMOS COM NOSSA INADEQUAÇÃO, NÃO QUEREMOS SER ACEITOS, COMPREENDIDOS! NÃO QUEREMOS RÓTULOS, ESSES RÓTULOS QUE AS PESSOAS BANAIS E HIPÓCRITAS COSTUMAM DAR COM TOTAL DESCONHECIMENTO DE CAUSA!DESCONHECIMENTO DE ALMA!

A PUTA QUE PARIU A INVEJA, O ÓDIO, O DESPREZO, A INDIFERENÇA, O DESRESPEITO, A DESUMANIDADE! A PUTA QUE PARIU ESSA GENTE MESQUINHA, TRAVADA QUE ACHA FEIO DIZER O QUE SENTE!!


"No ano novo quero me encantar mais vezes. Admirar mais vezes. Compartilhar mais amor. Dançar com a vida com mais leveza, sem medo de pisarmos nos pés uma da outra. Quero fazer meu coração arrepiar mais frequentemente de ternura diante de cada beleza revista ou inaugurada. Quero sair por ai de mãos dadas com a criança que me habita, sem tanta pressa. Brincar com ela mais amiúde. Fazer arte. Aprender com Deus a desenhar coisas bonitas no mundo. Colorir a minha vida com os tons mais contentes da minha caixa de lápis de cor. Devolver um brilho maior aos olhos, aos dias, aos sonhos, mesmo àqueles mais antigos que apesar do tempo, souberam conservar o seu viço. Quero sintonizar a minha frequência com a música da delicadeza. Do entusiasmo. Da fé. Da generosidade. Das trocas afetivas. Das alegrias que começam a florir dentro da gente.'

[Ana Jácomo] 

Isso que desejo à cada um de vocês!!AMO vocês e não me abandonem!Que tenhamos muitas trocas afetivas neste ano que se aproxima!!
LUZ para vocês! E que venha 2011!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

''Tenho esperanças novinhas em folha,todos os dias''

"Certo, muitas ilusões dançaram — mas eu me recuso a descrer absolutamente de tudo, eu faço força para manter algumas esperanças acesas, como velas."


Caio F.


p.s.: Fui ser FELIZ e não volto mais!!

Me leva embora...


"Me leva embora. Prova que não é igual, que a compra não vai ter devolução no primeiro defeito, porque eu sou cheia deles. Me compra, me leva pra casa com tudo o que tem direito. Com medo, com mania, com falar demais..."


Verônica H.

Ando cada vez mais Bukowski!!!!


"O melhor poeta da América."


Como a prosa, cada poema de Charles Bukowski corta como aço de navalha. Ele expõe as vísceras da realidade, revolve o cotidiano, e, de onde nem pensa que sairá um poema, brotam versos de pura genialidade. Algo como um saxofone gemendo na noite fria. As ruas molhadas refletindo o brilho feérico do neon. Fantasmas da madrugada buscam um gole da bebida mais forte que encontrarem. Bares fechando; luz amarelada, o odor acre de suor misturado com álcool e muito tabaco. Poucos souberam, como Charles Bukowski, arrancar versos de quartos sórdidos  de hotel, becos imundos, mulheres de todas as formas, bocas vermelhas demais, madrugadas longas, solitárias. É o bepop dos marginalizados, dos perdedores, pensadores de sarjeta, filósofos encharcados de uísque vagabundo.


Jean- Paul Sartre


p.s.: Personasssss, chegou meu livro de auto-ajuda de Bukowski, "O amor é um cão dos diabos"Vou devorá-lo no clube...hehehe

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Meu anjo, Luz!!


Vó, manda boas energias pra tua menina aqui!!O apego não quer ir embora. Minha flor mais linda, doce...queria tanto o teu colinho..TANTO!!
Vó, queria que tu estivesse aqui pra eu te falar da vida, das gentes, do amor, do sol, da lua, das estrelas. Vó, tu ia ter tanto orgulho de mim! Ah, eu sei que tu tem, mas eu queria te ver aqui, do meu lado, ia me dar mais força ainda!
Teu colo era o lugar onde eu me sentia mais protegida, acarinhada...não existe e nunca vai existir amor maior, mais lindo, mais mágico, mais sublime. Tu era meu tesouro, eu teu xodó, tua menininha que nunca crescia só pra ganhar o teu colo.
Vó, tu foi embora cedo de mais, tu não viu eu me formar, era teu sonho, era teu sonho e eu realizei e tu não viu! Tu não pôde estar ao meu lado...Acende aquela vela que tu sempre acendia e ilumina meus caminhos, ilumina...não deixa mais nada de mal cruzar meu caminho, pelo menos não por enquanto, a fortaleza aqui tá exausta, cansada de bancar a "fortona!"
Pede aí em cima pra eles darem uma trégua!Vó, tu sabe que não sou de fugir do combate, mas é que agora fui a nocaute, acabaram minhas forças, tu era minha força! Tua ausência faz silêncio dentro de mim.
 Meu AMOR, agora, 01 de janeiro é teu aniversário, os anjos vão estar em festa!
Luz minha anjinha, te mando meu amor, minha saudade, e me manda luz, Vó LUZ, por favor! Me acolhe no teu manto de amor, me acalma, acalma meu coração, ele tá doendo, muito!
Vó, vem me visitar mais vezes...vem!! Me olha dai de cima, e me cuida, cuida, sabe que sou meio desajeitada! Tu me mimou vó, e agora como faz???!A menina aqui teve que virar gente grande da noite pro dia!

"SÓ ENQUANTO EU RESPIRAR EU VOU LEMBRAR DE VOCÊ!"

"A saudade fará mais por nós dois..."


Sumi porque só faço besteira em sua presença, fico muda
quando deveria verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando
melhor seria silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro
antes, durante e depois de te encontrar.
Sumi porque não há futuro e isso não é o mais difícil de
lidar, pior é não ter presente e o passado ser mais fluido que o ar.
Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é
covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque
sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência,
pareço desinteressada, mas sumi para estar para sempre do seu
lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua
desajeitada e irrefletida permanência.



Martha Medeiros


p.s.: Porque há momentos que sumir é  a única solução que nos resta!


Tem gente que machuca os outros
Tem gente que não sabe amar

Tem gente enganando a gente
Veja a nossa vida como está

Mas eu sei que um dia a gente aprende...

Renato Russo


 
Que seja doce o dia quando eu abrir as janelas e lembrar de você. Que seja doce os finais de tardes, inclusive os de segunda-feira - quando começa a contagem regressiva para o final de semana chegar. Que seja doce a espera pelas mensagens, ligações e recadinhos bonitinhos. Que seja (mais do que) doce a voz ao falar no telefone. Que seja doce o seu cheiro. Que seja doce o seu jeito, seus olhares, seu receio. Que seja doce o seu modo de andar, de sentir, de demonstrar afeto. Que seja doce suas expressões faciais, até o levantar de sobrancelha. Que seja doce a leveza que eu sentirei ao seu lado. Que seja doce a ausência do meu medo. Que seja doce o seu abraço. Que seja doce o modo como você irá segurar na minha mão. Que seja doce. Que sejamos doce.
 
 
Caio F.
 
 
 
p.s.: Por favor, que seja DOCE!

O pior dos problemas da gente é que ninguém tem nada com isso.


Mario Quintana

Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!
- Você é louco?
- Não, sou poeta.


Mario Quintana

Dane-se!Comigo sempre foi tudo ao contrário mesmo!!

"Eu conheci razoavelmente bem Clarice Lispector. Ela era infelicíssima (...)
Te falo nela porque Clarice, pra mim, é o que mais conheço de GRANDIOSO,
literariamente falando.
E morreu sozinha, sacaneada, desamada, incompreendida, com fama de "meio doida"."


Caio F.

p.s.: Fama de "meio doida" já tenho! Incompreendida?! Sempre sou!!! E quer saber?!Viver anda me esmagando a cada dia!

"Vem... Não quero que a gente se perca. Não quero que a gente se afaste..."

Hoje eu quero falar sobre você e sobre tudo aquilo que me maltrata por dentro. Sabe, são tantas coisas. Acredito que você também tenha as suas mágoas escondidinhas em um canto do peito. Poucas vezes te vi chorar. Muitas vezes te vi calar e guardar. Sempre achei melhor colocar as coisas para fora, gritar, explodir, falar, conversar. Mas existe algo que me deixa muda. Nunca consegui falar sobre os meus sentimentos mais profundos para você. Algo me travava. Hoje resolvi dizer.

Escrevo porque você tem muita importância na minha vida. Não quero que a gente se perca. Não quero que a gente se afaste. E me pergunto: será que fomos realmente próximos por algum instante? Creio que sim, mas acho que nos afastamos faz tempo. Eu não entendo seu jeito racional, você não compreende minhas emoções e muitas vezes não respeita os caminhos que escolhi para a minha vida.
Sabe, eu só queria ser boa. É, é isso mesmo. Eu queria ser boa o suficiente para você se orgulhar de mim. Por isso, pintei vários quadros. Por isso, queria chamar a sua atenção. Queria um elogio, algo assim. Queria que você lesse meus textos, se orgulhasse do meu livro, das minhas conquistas. Mas você se detém nos meus tropeços. Usa escudos, não se aproxima. Usa a palavra para me repelir. Você não sabe o quanto me magoa a cada vez que me agride com as palavras e não entende a minha subjetividade. Eu vejo a vida de uma forma bonita. Tenho olhos de otimismo, um coração que nunca para, uma emoção que vive de braços abertos.
Eu queria os seus braços abertos. Não queria críticas, nem cobranças, nem caras feias. Queria colo, atenção, queria que pelo menos uma vez você secasse as minhas lágrimas. Sabe, sempre tive vergonha de chorar na sua frente. Me sinto boba, quase infantil. Antes, eu saía, batia portas, me escondia, chorava. Sempre esperei que você fosse atrás de mim, me abraçasse. Meu Deus, quantas vezes esperei por um abraço que nunca veio.
Tenho defeitos. Muitos deles. E você sempre me apontou cada um. Por favor, entenda que você tem defeitos também. Eu busco evoluir, crescer, aprender a andar com as próprias pernas, mas sinto que você não sorri com minhas conquistas. Você não gosta da vida que escolhi para mim, não tolera meu trabalho, não vê graça no meu caminho, acha burrice e bobagem tantas coisas que me importam demais.
Sei que errei ao tentar ser perfeita e andar em linha reta. Sei que errei ao passar grande parte da vida tentando ser alguém. Sei que tenho minha parcela de culpa. Ei, existe culpa nisso? Você tem um coração tão bom, é uma pessoa tão cheia de qualidades e bondade. Mas você não sabe lidar com emoção, tem uma couraça, uma casca, um escudo, se protege talvez de você mesmo. Por favor, se abra para a vida. Sorria para a vida. Se encante pela vida. Libere as suas tensões. E tente achar o amor no meio disso tudo.
Vejo você com o baixinho e penso ele-tem-amor-pra-dar. Mas cadê esse amor todo? Cadê o olhar terno e cheio de carinho e orgulho? Tento lembrar quando você disse que eu era bonita ou inteligente ou engraçada ou legal ou sei lá, alguma coisa boa. Não lembro. Desculpa, eu não consigo lembrar! Isso me dói tanto. Você não sabe o quanto. Você pode escolher maneiras mais delicadas de falar as coisas. (...) O peso do que a leveza.
Minha vida inteira busquei isso, busquei admiração. É essa a palavra: queria que você me admirasse. Admirasse meu trabalho, minhas escolhas, minha força, meus caminhos.(...)
 Largue as armas, os escudos, os disfarces.
(...)
Precisei tanto de você. Do seu apoio. Mas parece que você sempre me apoiou a contragosto. Engolindo, aceitando, mas não concordando. E eu precisei da sua aprovação, do seu empurrão. (...) Precisei da sua força. Precisei ouvir um elogio. Uma palavra incentivadora. Mas sempre me senti devendo. Sei que te decepcionei, sei que não fui por onde você achava que deveria, mas, por favor, entenda: cada um faz o seu caminho.
Hoje, estou mais madura e um pouco mais serena. Entendi que não tenho que provar nada, nem ficar tentando agradar sendo quem não sou. Eu sou essa que você está vendo e, sim, tenho falhas. E, sim, sou pura emoção. Tenho algumas cicatrizes, feridas que não fecharam direito, raivas, coisas mal resolvidas. Quero me livrar disso tudo e seguir em frente. Preciso resolver isso e seguir no caminho que escolhi para mim. Espero que você se livre das coisas ruins e me acompanhe também. Nunca é tarde para aparar arestas. Vem.



Clarissa Corrêa

Vai pelo caminho da esquerda, boy, que pelo da direita tem lobo mau e solidão medonha.

A roda? Não sei se é você que escolhe, não. Olha bem pra mim - tenho cara de quem escolheu alguma coisa na vida? Quando dei por mim, todo mundo já tinha decorado a tal palavrinha-chave e tava a mil, seu lugarzinho seguro, rodando na roda. Menos eu, menos eu. Quem roda na roda fica contente. Quem não roda se fode. Que nem eu, você acha que eu pareço muito fodida? Um pouco eu sei que sim, mas fala a verdade: muito? Falso, eu tenho uns amigos, sim. Fodidos que nem eu. Prefiro não andar com eles, me fazem mal. Gente da minha idade, mesmo tipo de. Ia dizer problema, puro hábito: não tem problema. Você sabe, um saco. Que nem espelho: eu olho pra cara fodida deles e tá lá escrita escarrada a minha própria cara fodida também, igualzinha à cara deles. Alguns rodam na roda, mas rodam fodidamente. Não rodam que nem você. Você é tão inocente, tão idiotinha com essa camisinha Mr. Wonderful. Inocente porque nem sabe que é inocente. Nem eles, meus amigos fodidos, sabem que não são mais. Tem umas coisas que a gente vai deixando, vai deixando, vai deixando de ser e nem percebe. Quando viu, babau, já não é mais. Mocidade é isso aí, sabia? Sabe nada: você roda na roda também, quer uma prova? Todo esse pessoal da preto e cabelo arrepiadinho sorri pra você porque você é igual a eles. Se pintar uma festa, te dão um toque, mesmo sem te conhecer. Isso é rodar na roda, meu bem. (...)
Pra mim, não. Nenhum sorriso. Cumplicidade zero. Eu não sou igual a eles, eles sabem disso. Dama da noite, eles falam, eu sei. Quando não falam coisa mais escrota, porque dama da noite é até bonito, eu acho. Aquela flor de cheiro enjoativo que só cheira de noite, sabe qual? Sabe porra: você nasceu dentro de um apartamento, vendo tevê. Não sabe nada. fora essas coisas de vídeo, performance, high-tech, punk, dark. computador, heavy-metal e o caralho. Sabia que eu até vezenquando tenho mais pena de você e desses arrepiadinhos de preto do que de mim e daqueles meus amigos fodidos? A gente teve uma hora que parecia que ia dar certo. Ia dar, ia dar. sabe quando vai dar? Pra vocês, nem isso. A gente teve a ilusão, mas vocês chegaram depois que mataram a ilusão da gente. Tava tudo morto quando você nasceu, boy, e eu já era puta velha. Então eu tenho pena. Acho que sou melhor, sei porque peguei a coisa viva. Tá bom, desculpa, gatinho. Melhor, melhor não. Eu tive mais sorte, foi isso? Eu cheguei antes. E até me pergunto se não é sorte também estar do lado de fora dessa roda besta que roda sem fim, sem mim. No fundo, tenho nojo dela - você?
Você não viu nada, você nem viu o amor. Que idade você tem, vinte? Tem cara de doze. Já nasceu de camisinha em punho, morrendo de medo de pegar Aids. Vírus que mata. neguinho, vírus do amor. Deu a bundinha, comeu cuzinho. pronto: paranóia total. Semana seguinte, nasce uma espinha na cara e salve-se quem puder: baixou Emílio Ribas. Caganeira, tosse seca, gânglios generalizados. Õ boy, que grande merda fizeram com a tua cabecinha, hein? Você nem beija na boca sem morrer de cagaço. Transmite pela saliva, você leu em algum lugar. Você nem passa a mão em peito molhado sem ficar de cu na mão. Transmite pelo suor, você leu em algum lugar. Supondo que você lê, claro. Conta pra tia: você lê, meu bem? Nada, você não lê nada. Você vê pela tevê, eu sei. Mas na tevê também dá, o tempo todo: amor mata amor mata amor mata. Pega até de ficar do lado, beber do mesmo copo. Já pensou se eu tivesse? Eu, que já dei pra meia cidade e ainda por cima adoro veado. (...)
Fissura, estou ficando tonta. Essa roda girando girando sem parar. Olha bem: quem roda nela? As mocinhas que querem casar, os mocinhos a fim de grana pra comprar um carro, os executivozinhos a fim de poder e dólares, os casais de saco cheio um do outro, mas segurando umas. Estar fora da roda é não segurar nenhuma, não querer nada. Feito eu: não seguro picas, não quero ninguém. Nem você. Quero não, boy. Se eu quiser, posso ter. Afinal, trata-se apenas de um cheque a menos no talão, mais barato que um par de sapatos. Mas eu quero mais é aquilo que não posso comprar. Nem é você que eu espero, já te falei. Aquele um vai entrar um dia talvez por essa mesma porta, sem avisar. Diferente dessa gente toda vestida de preto, com cabelo arrepiadinho. Se quiser eu piro, e imagino ele de capa de gabardine, chapéu molhado, barba de dois dias, cigarro no canto da boca, bem noir. Mas isso é filme, ele não. Ele é de um jeito que ainda não sei, porque nem vi. Vai olhar direto para mim. Ele vai sentar na minha mesa, me olhar no olho, pegar na minha mão, encostar seu joelho quente na minha coxa fria e dizer: vem comigo. É por ele que eu venho aqui, boy, quase toda noite. Não por você, por outros ecmo você. Pra ele, me guardo. Ria de mim, mas estou aqui parada, bêbada, pateta e ridícula, só porque no meio desse lixo todo procuro o verdadeiro amor. Cuidado, comigo: um dia encontro.
Só por ele, por esse que ainda não veio, te deixo essa grana agora, precisa troco não, pego a minha bolsa e dou a fora já. Está quase amanhecendo, boy. As damas da noite recolhem seu perfume com a luz do dia. Na sombra, sozinhas. envenenam a si próprias com loucas fantasias. Divida essa sua juventude estúpida com a gatinha ali do lado, meu bem. Eu vou embora sozinha. Eu tenho um sonho, eu tenho um destino, e se bater o carro e arrebentar a cara toda saindo daqui. continua tudo certo. Fora da roda, montada na minha loucura. Parada pateta ridícula porra-louca solitária venenosa. Pós-tudo, sabe como?
Darkérrima, modernésima, puro simulacro. Dá minha jaqueta, boy, que faz um puta frio lá fora e quando chega essa hora da noite eu me desencanto. Viro outra vez aquilo que sou todo dia, fechada sozinha perdida no meu quarto, longe da roda e de tudo: uma criança assustada.


Caio F.

"Numa boa que eu não acredito. Prepare- se: vou falar Coisas Duras. Na minha sincera, desinteressada e afetuosa opinião de quem quer te ver feliz (...) desguia, entra noutra, arruma um namorado novo, gatinho sem problemas, que dê cama & carinho. E simples e gostoso. Por que não? Não se puna. Não finja que-os-problemas-foram-superados-e-tudo-
está-num-ótimo-astral. Chama uma Ro-Ro, vira a mesa de vez e parte pra outra. Você, como qualquer ser humano, precisa de amor — e como ser humano legal e especialíssimo, merece amor de uma pessoa bonita.”


Caio F.


p.s.: Caraaaaa, EU AMO CAIO F. AMOOOOOOO. Ele faz meu coração pulsar numa batida forte!!!!!! Boa ideiaaa Caio!! EU MEREÇO AMOR!!

"Te procuro em outro corpo, juro que um dia te encontro..."

 
Ficarei o dia inteiro na cama pensando em dormir com você.
 
 
Caio F.

Acho que fiz tudo do jeito melhor, meio torto, talvez, mas tenho tentado da maneira mais bonita que sei.

E uma relação bonita, que eu quero preservar e deixar crescer. Imagino que ele também. Mas fica complicado, solitário, assim à distância.

Caio F.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Posso ter sido a mais louca, a que te infernizou, a que te enlouqueceu, mas duvido que alguém tenha gritado tão alto o quanto te queria...e não era loucura, era afeto, carinho. E afeto, carinho não machucam...não sufocam!

Afetos

Agora, bóraaaaaaaaaaaaaaaaaaa colocar um SORRISÃO nesse rosto lindo, chutar alguns baldes, gritar com o espelho, olhar a lua de madrugada e sorrir para ela, imaginando que naquele momento outros tantos milhares de olhos tb estarão voltados para o céu, à espera de qualquer "milagre"...que seja somente o milagre DA VIDA ! Vida que segue...e rápido demais, não percamos tempo...


[Fernando Imaregna]


p.s.: Meu amigo amado, e deu um post pro BLOG, hahaha...Tá aí meu SORRISÃO como me pediuuuuuu!Quando os amigos nos pedem um sorriso não podemos negar, uai!!!Amigo não pede, amigo INTIMA! rsrs
TE ADOROOO!

- Fê o que posso fazer pra te agradecer??!
- Não precisa fazer nada!Só de tu me dar essa oportunidade de poder fazer o bem e ter confiado em mim já é meu pagamento!Eu que te agradeço!



p.s.: Os materialistas que me desculpem, mas têm coisas que o dinheiro NÃO COMPRA!!
"Me perguntam, assim, o que tu achas de tal coisa. Pô, eu não sei o quê que eu acho. Na hora eu acho uma coisa, meia hora depois eu posso achar outra. Eu não tenho opinião definida sobre nada. Não acho que isso seja insegurança. Acho que é abertura, acho que tudo é passível de uma outra interpretação."


Caio F.


p.s.: Bem nessa!

"Eu não sou simples, nunca fui. Mas sempre quis ser sua."

" Meu coração tá ferido de amar errado. De amar demais, de querer demais, de viver demais. Amar, querer e viver tanto que tudo o mais em volta parece pouco. Seu amor, comparado ao meu, é pouco. Muito pouco. Mas você não vê. Não vê, não enxerga, não sente. Não sente porque não me faz sentir, não enxerga porque não quer. A mulher louca que sempre fui por você, e que mesmo tão cheia de defeitos sempre foi sua. Sempre fui só sua. Sempre quis ser só sua. Sempre te quis só meu. E você, cego de orgulho bobo, surdo de estupidez, nunca notou. Nunca notou que mulheres como eu não são fáceis de se ter; são como flores difíceis de cultivar. (...) Eu não sou simples, nunca fui. Mas sempre quis ser sua. (...) "


Caio F.

Agora percebo que quando as partidas são inevitáveis, devemos deixar ir, sem dor, sem apego, apenas deixar ir...guardar o que de mais doce vivemos com essa pessoa e lembrar, quem sabe dar um sorriso doce, saudoso, talvez o coração aperte, uma lágrima escorra, mas este é o ciclo da vida. As pessoas se perdem, se encontram e se perdem de novo!

Vou deixar ir, agora sem dor...sem perguntas, sem querer entender...


"Acostuma-se.. Não que pare de doer, mas que cai no seu entendimento que às vezes perdemos algo e não há solução. No fim você coloca um sorriso no rosto e finge que é sincero, até que a vida o faça realmente ser. Talvez os amores eternos sejam amenos e os intensos, passageiros. É isso."

[Caio F.]

domingo, 26 de dezembro de 2010

Olha, não se sinta pressionado por nada disso. Nada te obriga a responder nem nada. Pode ficar em silêncio, se você tiver vontade. Mas estou aqui, continuo aqui não sei até quando, e quando e se você quiser, precisar, dê um toque. Te quero imensamente bem, fico pensando se dizendo assim, quem sabe, de repente você até acredita. Acredite.
 
 
Caio F.
Agora não da mesmo pra ser feliz, é impossível. Mas quem disse que a gente precisa ser sempre feliz ? Isso é bobagem. Como Vinícius cantou "é melhor viver do que ser feliz". Porque, pra viver de verdade, a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu. Querer muito e não alcançar. Ter e perder. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e dizer uma coisa terrível, mas que tem que ser dita. Tem que ter coragem de olhar no fundo dos olhos de alguém que a gente ama e ouvir uma coisa terrível, que tem que ser ouvida. A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, doi demaais. Mas passa. Está vendo essa dor que agora samba no seu peito de salto agulha? Você ainda vai olhá-la no fundo dos olhos e rir da cara dela. Juro que estou falando a verdade. Eu não minto. Vai passar.
 
 
Caio F.
 
 
p.s.: Só Caio pra me dar esse colo amoroso....
 
"Me ajuda que hoje eu tenho certeza absoluta que já fui Pessoa ou Virginia Woolf em outras vidas, e filósofo em tupi-guarani, enganado pelos búzios, pelas cartas, pelos astros, pelas fadas. Me puxa para fora deste túnel, me mostra o caminho para baixo da quaresmeira em flor que eu quero encontrar em seu tronco o lótus de mil pétalas do topo da minha cabeça tonta para sair de mim e respirar aliviado e por um instante não ser mais eu, que hoje não me suporto nem me perdôo de ser como sou sem solução."
 
 
Caio F.
Sabe aquele cuidado??Aquela delicadeza no trato? Aquele preocupar-se com o outro?
Tento andar no ritmo das pessoas das quais eu gosto, mas confesso que às vezes não consigo, por mais que eu tente, e juro que eu tento!!
Não entendo não-respostas, não entendo não querer estar perto...será que somente eu que tenho essa mania de querer abraçar o mundo e, que insiste nessa mania insuportável de afagar, de se importar, mesmo com os que não se importam tanto assim comigo?!
Às vezes tento ser generosa e politicamente correta, mas confesso que não dá pra dizer que "o amor que eu tenho é suficiente para amar por mim e pelos outros, não necessitando de retribuição!" Pros infernos com isso!Quero sim retribuição, quero amor que grita de forma indecente, que pulsa. Se não for assim eu desespero. Acaba o briho do meu olho, meu sorriso vai embora. Gosto do que me perturba, do que mexe comigo, do que me alucina calmamente! Chega de amar sozinha! Esse gostar em silêncio me cansa! Cansei de pedir atenção, cansei de pedir carinho, cuidado, cansei...chega disso!
Gosto de presença sentida, gosto de saber que sou lembrada, gosto de esquecer de te esquecer...gosto de esquecer do mundo lá fora quando estou dentro do teu abraço.
 Anjos cruzam sempre meu caminho, e ele foi um desses anjos. Não nos conhecemos, nos reconhecemos...eu já te sabia, te sentia.
É um olhar que não cansa, um gostar suave...um gostar que não entendo, apenas sinto. Não consigo definir sentimentos, pelo simples fato que ultrapassam qualquer forma de entendimento.  Afetos são gestos. Afeto afeta,  traz calmaria, traz proteção. É completude, intensidade, urgência. Tenho urgência do abraço dele, do cheiro, do sorriso, do olhar...

"Essas palavras que escrevo me protegem da completa loucura."


Charles Bukowski

“Por que sinto falta de você? Por que esta saudade? Eu não te vejo mas imagino suas expressões, sua voz, teu cheiro.”


Machado de Assis
Ele pode estar olhando as suas fotos . Neste exato momento . Porque não ? Passou-se muito tempo . Detalhes se perderam . E daí ? Pode ser que ele faça todas as coisas que você faz . Escondida . Sem deixar rastro nem pistas . Talvez ele passe a mão na barba mal feita e sinta saudade do quanto você gostava disso. Ou percorra trajetos que eram seus, na tentativa de não deixar que você se disperse das lembranças . As boas . Por escolha ou fatalidade, pouco importa, ele pode pensar em você . Todos os dias . E ainda assim preferir o silêncio . Ele pode reler seus bilhetes, procurar o seu cheiro em outros cheiros . Ele pode ouvir as suas músicas, procurar a sua voz em outras vozes . Quem nos faz falta acerta o coração como um vento súbito que entra pela janela aberta . Não há escape . Talvez ele perceba que você faz falta . E diferença . De alguma forma, numa noite fria . Você não sabe . Ele pode ser o cara com quem passará aquele tão sonhado verão em Paris . Talvez ele volte . Ou não.


Caio F.

Posso te dizer que estou perto de Deus, que estou feliz, gostando de viver (é maravilhoso poder dizer isso), e conseguindo transmitir um monte de coisas boas às pessoas que me cercam.

 
Caio F.

sábado, 25 de dezembro de 2010

Eu apenas quero...

 Eu ainda queria amar você. Ver meu ar ir embora diante da tua presença, meu coração pular com seus beijos, com suas mãos dançando no meu corpo. Eu queria ainda precisar de você com essa sua razão admirável, com esse amor tão supremo, tão completo. Queria chorar com a sua ausência, com sua presença. Chorar por você, eu ainda queria. Me afogar nas lágrimas vermelhas que secaram com o tempo tão pouco lento mas, tão certeiro. Eu ainda queria te ter em meus braços, te ler poemas novos, cantar algumas músicas que aprendi nesse tempo em que nos mantemos longe. Queria lhe mostrar meu livro, tão pouco bem escrito mas que transborda bons momentos, bons sentimentos - te aguardo na noite mais esperada.
Queria te olhar, te lembrar nossas risadas, meu riso vermelho, nossa raiva. Queria te mostrar minha existência tão plena, tão cheia de problemas, tão cheia de amor. Escrever uma poesia, por você eu ainda queria. A tênue linha que nos separa, o fino laço que aqui ficou, ainda me faz viver bem, ainda me faz lhe desejar o bem. Eu apenas quero. Por isso, não realize o que desejo. O ainda me deixa em um melhor estado de espírito do que aquele que respirei ao seu lado. Pra guardar apenas boas lembranças, o ainda não pode ser saciado. Espécie de desejo contínuo que jamais pode ser resgatado.


[Só mesmo o beijo
pra me salvar daquele tempo
em que minha renúncia
foi o seu maior desejo.]

Priscila Rôde



Pra mim, Papai Noel, queria mais compreensão. Não dos outros, mas de mim mesma. Queria entender melhor meus medos, minhas carências, minha criancice tão dissimulada em meio a afazeres pretensamente adultos. Queria escutar a menina que ainda sou, entendê-la e satisfazê-la em suas travessuras. A menina em mim esperou eu crescer para se rebelar. Hoje ela me dá ordens: vai viver, deixa de pensar!
Papai Noel, me faz parar de pensar tanto. Se eu continuar pensando tanto, ponderando tanto, deixarei de ouvir a menina em mim e de acreditar na felicidade contida nas coisas simples, como casinhas de boneca e autinhos de plástico."


Martha Medeiros

"Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada"

Exatamente assim. Pesada, sufocada. Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções. Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero doces, quero música, vento, cheiros ... quero parar de me doar e começar a receber.
Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. Comigo são sempre virgulas, aspas, reticências... eu vou gostando... eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou... e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos... e vouuu... dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros tem para me dar.
  
Caio F.


sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

"Se um anjo te visitar, convide-o pra entrar..."

Suponha que um anjo bata à sua porta. Não se espante: é final de ano e tradicionalmente, como os balões de junho, esta data é propícia ao aparecimento de anjos. Para evitar constrangimentos ou diálogos inúteis, você está sozinho em casa. Então o anjo bate, depois você larga o que estiver fazendo, abre a porta e convida-o para entrar e sentar, como se fosse a coisa mais natural do mundo. (...)
Não, não pergunte nada. Pense apenas que, se um anjo bateu exatamente à sua porta nesta época do ano, e se tão exato entrou e sentou à sua frente, ninguém melhor do que ele saberá, com exatidão, o que fazer. Então espere.
Suponha que você está sentado imóvel e calado à frente de um anjo em sua própria casa, numa manhã ou tarde ou noite deste dezembro. Isso dura algum tempo, parado feito um fotograma. E atenção: estou certo que só depois que o anjo perceber que você parou de corpo e mente, e portanto abriu-se para ele, aceitando-o sem ohs!, é que vai começar a falar. Não uma voz de som, compreenda, mas uma voz dentro de você mesmo, muito clara, embora de certa forma abstrata, porque não-sonora. Com essa voz e nesse momento, o anjo vai dizer a você que pode pedir qualquer coisa. Mas qualquer, qualquer mesmo?, você pergunta ávido.
Calma, calma: chegamos ao ponto. Eu aviso porque sei que, quando o anjo falar, será muito fácil sua mente desenfrear-se desgovernada por carros, amores, apartamentos, viagens, iates e toda essa espécie de prazeres. Bastardos, bradará o anjo. Porque — atenção! — se você for pessoal, haverá em seguida um ruflar de asas, um clarão, e o anjo desaparecerá sem atender pedido algum, sem deixar nenhum sinal.
É que, a grande revelação eu faço agora, os anjos deste dezembro não são pessoais. Concentrado e fervoroso, então, peça pelo País, por este onde estamos agora os três. Eu, você, o anjo. Que se banhe de luz, peça, e não só isso, peça abstrações como justiça, paz, dignidade, honestidade, e peça ainda o concreto de estradas, escolas, trabalho, comida. Feche os olhos, enumere tudo, com todos os detalhes. Não importa que demore muito, e certamente vai demorar: o País tem todos os defeitos do mundo. Mas os anjos, eles também têm todo o tempo do mundo.Agora abra os olhos. Suponha que você tenha terminado de ler este texto. Suponha que você não acredita em anjos. Suponha que você joga o jornal de lado aborrecido e assim nesse movimento de folhas voando, voa também entre elas uma pena pelo ar. Branca, leve, inconfundível. Que estranho, você pensa, parece de anjo. É neste momento que alguém bate à sua porta.


Caio F.


p.s.: Desejo à todos muitos anjos, falanges de luz, todo o amor que houver nessa vida...Abra a porta, a janela do coração e deixa a luz entrar, deixa....

Vamos ser amigas??

Bola, cara, pô, coopera né???!Tô fazendo tudo certo, porque que tu tem que dificultar minha vida??????!
Porque eu vou pra um lado e tu vai pra outro?! Não bastasse rolar feito uma doida ainda me faz cair sentada no chão?!Tu tá jogando minha dignidade no lixo!!Vamos ficar amigas, vamos??! Eu sei que eu entrei na fila 12 vezes e pedi com fé pra ser desajeitada, desastrada, mas tu também não tá me ajudando!!!
Vamos fazer a pazes, é tão melhor viver em harmonia! Vê se me obedece!Não seja tão rebelde!

"Vem depressa que a vida precisa continuar..."


Deixa partir o que não te pertence mais
Deixa seguir o que não pode voltar
Deixa morrer o que a vida já despediu
Abra a porta do quarto e a janela
Que o possível da vida te espera
Vem depressa que a vida
Precisa continuar
O que foi já não serve é passado
E o futuro ainda está do outro lado
E o presente é o presente
Que o tempo quer te entregar


Pe. Fábio de Melo


p.s.: Que venhaaaaaa!! Vou deixar partir o que não me pertence e VIVER da forma mais bonita que eu conseguir! DESISTIR??????!! E EU LÁ TENHO CARA DE QUEM DESISTE MENINA???!!

Deus , põe teu olho amoroso sobre todos os que já tiveram um amor sem nojo nem medo e de alguma forma insana esperam a volta dele : que os telefones toquem , que as cartas finalmente cheguem!


Caio F.



p.s.: Que assim seja!!